Gerais - 8 de março de 2018

Eu me lembro!... Texto de Afonso Franco (Taíca)

Eu me lembro da pracinha da igreja, nas noites de domingo;
Eu me lembro da Bemoreira, onde hoje é o Ponto Frio;
Eu me lembro do Cash Box na rua Maria Luzia;
Eu me lembro da D. Luzia, quando o seu Cartório era lá perto da Igreja São José;
Eu me lembro da Rodoviária quando era lá na Rua Beira Rio;
Eu me lembro dos festivais da canção no Grêmio; como também me lembro da Leiteria;
Eu me lembro do Coral Monlevade se apresentando no Cine Monlevade;
Eu me lembro do Cine São Geraldo e do Colégio Estadual;
Eu me lembro dos jogos memoráveis entre Vigilante e Metalúrgico, como também entre Carneirinhos e Guarani;
Eu me lembro da enchente de 1979;
Eu me lembro do Caniço; do Tókio e do Rampas;
Eu me lembro do Waltinho vendendo galinha na esquina da Wilson Alvarenga com rua Floresta;
Eu me lembro do campo do Real todo de terra; bem como de peladeiros como “Tu”, “Edson” e “Perobinha”;
Eu me lembro de “Quirino” vestindo a camisa de número 13 do Carneirinhos Futebol Clube e que, pouco tempo depois morreu vitima de meningite;
Eu me lembro do Taberna 33, pertinho da Praça do Povo;
Eu me lembro de um comércio chamado “Toco”, outro “Curral” e outro “Mangueiras”;
Eu me lembro de Leonardo Diniz fazendo greve na Belgo e depois como prefeito inaugurar o Velório Municipal;
Eu me lembro de ver “Tim Mirim” pintando quadros no mural do estádio Louis Ensch;
Eu me lembro de ter assistido Benito de Paula fazendo show no mesmo estádio;
Eu me lembro de Neide Roberto cantando no Bar Alvorada e do Zeli tocando na ACM;
Eu me lembro de Rômulo Ras começando sua carreira artística, juntamente com Luiz do Cavaco e Zaru;
Eu me lembro de figuras públicas como Bio, Dr. Lúcio, Dr. Laércio, Leonardo Diniz e Wilson Alvarenga, entre outros;
Eu me lembro das viagens que o Sr. Nicolau Alves Fernandes fez a Belo Horizonte, a fim de conseguir instalar uma das varas no Fórum de João Monlevade;
Eu me lembro da luta do Theóphilo Monteiro Domingues para instalar o curso de Direito na FUNCEC;
Eu me lembro de meu pai falar sobre homens como: Bio, Alberto Lima, Carlito Caldeira, José Loureiro e Randolfo Moreira, que compunham a Comissão de emancipação desta cidade, bem como de pessoas como Zé Machadinho, Geraldo de Paula e Pe. João, que ajudaram na referida emancipação;
Eu me lembro de um vereador quebrar o braço de outro vereador numa reunião da Câmara;
Eu me lembro de um presidente de partido dizer que estava “excitado” ao tentar elogiar seu candidato num comício na Av. Castelo Branco;
Eu me lembro do rebuliço e discussões intermináveis quando da construção do anexo da Câmara Municipal;
EU ME LEMBRO DE TUDO ISSO, PARA NÃO ESQUECER O AGORA.

Afonso Franco (02/2018).