Gerais - 31 de julho de 2018

Foto Principal

A foto acima foi feita por um ângulo privilegiado, nos anos 1960. O enquadramento é perfeito. Lá no alto, acima das cúpulas da Usina da Belgo-Mineira, uma casa separada das demais à rua Tabajaras. Aquela casa era considerada uma mansão. Alii residia um “chefão” da "Macarenhas Barbosa & Roscoe, empreiteira muito forte e responsável pelas construções da Vila Operária, inclusive do conjunto arquitetônico da Praça do Cinema. Podem ser vistos ainda uma parte do viaduto e do colégio. Abaixo e ao fundo a Padaria e o Armazém do Geo.

Da praça do Mercado, aparecem o prédio do "Empório Tecidos", o frigorífico do "Loyde" e açougues. Ainda o mercado do "Zé Cravo" e a feira do “Sr. Juquinha”. Do lado esquerdo - que não aparece na foto -, havia ainda a relojoaria do "Didico", a Loteria do "Ze Geraldo", a alfaiataria do "Zé Trindade", outro açougue, o Bar “Princesinha”, a loja de discos do Nicolau Machado, a Farmácia do Juventino e Seu Ildeu, a Casa Braz, a loja do Sr "Zé Gordo", a Casa Maluf, a Casa Jaime, o Bar "Casa Vera", o SAPS e a Caixa Beneficente. Hoje, apenas este retrato na parede!