Variedades - 8 de março de 2018

Temendo que filho fosse acusado de crime de “Pedafolia”, pai rejeita emprego

Um caso no mínimo estranho ocorreu em Monlevade e envolveu o corneteiro, motorista e ex-empresário Edinho Silveristone das Bermudas. Temendo que o filho edil, Guigui Silveristone Nassero, fosse acusado de crime de “Pedafolia”, rejeitou um emprego na Prefeitura. Tudo começou na “Barraca do Vicente”, conhecida como “Casa das Lavadeiras”, onde os proprietários Vicente Boiolês da Silva Lula e Noca Barrigudin comandam as cornetadas. Segundo eles, Edinho Silveristone foi chamado para trabalhar na Prefeitura. No entanto, depois de ouvir conselhos dos barraqueiros/corneteiros, achou melhor não aceitar o cargo de supervisor da Divisão do “Settran/Quebra-Molas”. Falando ao nosso “foca-fofoqueiro”, Edinho justificou: “Como o Guigui é vereador, poderiam acusá-lo de crime de Pedafolia. Esse negócio de ser parente em 1º grau, ficaria ruim pra ele. Então melhor continuar com a vida de aposentado e conversando fiado aqui na Barraca”.