O Carnaval de João Monlevade durante quatro décadas! Por Marcelo Melo!

Carnaval, a maior caricatura. Monlevade de 1940 a 80. Carnavais de rua e dos salões!

Década de 60 e os blocos sempre participavam dos antigos carnavais em Monlevade, como este, da foto principal, acima, denomiado “Os Promotores da Folia”

Contrariando aos mais pessimistas, o carnaval de rua em Monlevade teve tradição, sim. Tanto que, durante o período em que as praças do Cinema e do Mercado e o morro do Geo sobreviveram ao progresso, os desfiles eram maravilhosos. Blocos saiam do Ideal e União e desciam a ladeira do morro do Geo. Atravessavam a ponte sobre o rio Piracicaba e retornavam. Não havia divisão entre os carnavalescos de rua e de salão. Um completava o outro.

Na foto abaixo, o bloco mais famoso, conhecido “Samba Furô”, sobe a ladeira do “morro do Geo”, sob o Viaduto da Belgo-Mineira, arrastando os foliões

O presidente do ideal Clube, Nonô Batista, encaminha a Rainha do Carnaval até a passarela, observada pelos foliões

Banda de Seu Macêdo no carnaval realizado no Ideal Clube, década de 1960, aparecendo à frente os músicos Seu Lelé e Redondo


O famoso “Bloco dos Carrascos”, durante carnaval no Ideal Clube

E depois vieram as tradicionais escolas de samba: Estrela da Vila, Boca de Lobo, Boca Branca, Boca Negra e os blocos Furô, Nêga Maluca, Reunião de Bacanas, Bonequinhas de Elite.
E, no final da década de 1970, o tradicional desfile de rua foi transferido para Carneirinhos, onde durou até o ano de 1987, na administração do governo de Germin Loureiro, saudoso “Bio”. Depois disso, o nosso tradicional carnaval sucumbiu.

Carnaval de salão e a turma do “Samba Furô” nas escadarias do ideal Clube para marcar o espaço e garantir a presença no salão

Os blocos em carros alegóricos saindo da praça Ayres Quaresma, em frente ao ideal e União Operário, preparando-se para o desfile de rua


O Bloco “Reunião de Bacanas” foi o grande campeão no carnaval de rua de 1987. Na foto, os passistas Ronildo e Theófilo “Camarão”, e a Mulata de Ouro de Minas Gerais, a saudosa Lúcia Valadão

Mas o sonho acabou. E não somente o carnaval de rua, mas também os saudosos carnavais de salão, que durou um pouco mais, até os anos 1990, onde os blocos saiam em estilo com lindas fantasias. Não pela falta de tradição, mas por falta de ideal dos monlevadenses que chegaram pós praças do Cinema e do Mercado.

“Bonequinhas de Elite”, mostrando toda a sua irreverência pela passarela do samba, comandado pelo grande e saudoso “Nova Lima”, marca registrada

Anos 1970 e o tradicional Carnaval de salão, infantil, no Social Clube,com centenas de foliões

Carnaval no Social Clube nos anos 1970 com a “Banda do Julinho” e seus grandes músicos. Nesta época brilhava a voz do grande talento, melhor voz da região, saudoso cantor Severino Miguel

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe um comentário

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

Esportes

Colunas

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!