Uma viagem pela Praça do Mercado!

Praça do Mercado que, entre os anos 1950 a 1980, foi o centro comercial da cidade, no velho Centro Industrial. Desde o Armazém do Geo ao Empórium, a JG Loterias, a Farmácia dos irmãos Juventino e Ildeu Caldeira, a Cobal, a Casa de Pescas, Feira de Seu Zé Gordo, o Bar Primavera, Venda de Zé Cravo, as feiras de Seu Geraldinho e do Maroun, a Delegacia, a Barraca de amendoim de Seu Enéias, e ele tocando sua flauta transversal, os vendedores ambulantes. As carroças puxadas pelos burros, levando as compras às casas dos operários. Tudo é saudade!

Ali todos se reuniam para uma boa prosa. Tudo demolido em 1984, com a expansão da Usina e a construção do Novo Laminador da Belgo-Mineira. E hoje, apenas um retrato nas telas de um Computador!

Compartilhe esta postagem

Deixe um comentário

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

História

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!