Uma Fotografia para ser Eternizada! Marcelo Melo!

Nesta foto de Assunpção – o 1º profissional contratado pelo Dr. Louis Jacques Ensch para registrar a história da Cia. Siderúrgica Belgo-Mineira e de João MOnlevade – outro Mestre da Fotografia – assim como foram Coutinho e Diló -, datada de 1949, já começava a surgir a cidade que nascia de uma Vila Operária. E desde então, a partir daquele agosto de 1935, quando aqui foi lançada a Pedra Fundamental para construção da Usina, ficaram selados os laços entre a Cia. Siderúrgica Belgo-Mineira e João Monlevade.

“Viajando” por cada ângulo desta fotografia em Preto e Branco, atravessando a ponte de arame sobre o rio Piracicaba, sobe a Rua Beira-Rio, passando pelas casas conjugadas da Rua Tocantins, chegando à Caatanga, aos hotéis da então famosa Rua Siderúrgica, o Lactário e, após a divisa pela linha férrea, avista-se ao alto, à esquerda, o Ginásio Monlevade e, à direita, a Praça do Cinema. Ainda mais acima, as cúpulas da Usina e as casas dos operários da Cidade Alta, à esquerda, e das ruas Tamoios, Aimorés e Tabajaras, acima. Uma história para ser contada em prosa e versos, quando a Cia. Siderúrgica Belgo-Mineira (para mim sempre Belgo-Mineira) completará 85 anos no próximo dia 31 de agosto, óu seja, por estas ironias, 29 anos mais velha que a sua “progenitora”, João Monlevade!

Compartilhe esta postagem

Deixe um comentário

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

História

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!