João Alves Fernandes!

Até bem pouco tempo a praça era conhecida com Praça do Cine São Geraldo por causa do Cine São Geraldo, que a dominava e que infelizmente não existe mais. Entretanto, desde 1989, por indicação do ex-vereador Ricarbene Antônio de Souza Pinto, ela passou a denominar-se Praça João Alves Fernandes, patriarca da família Alves Fernandes e que tanto contribuiu para o progresso da cidade com seus empreendimentos.

João Alves Fernandes, filho de João Alves Fernandes e Maria Carolina de Jesus, nasceu em Alvinópolis, no ano de 1886 , onde constituiu família, mas transferiu-se para Monlevade em fevereiro de 1935, instalando-se nas proximidades da Carpintaria da então Companhia Siderúrgica Belgo-Mineira, para trabalhar na Campolina, empresa de construção civil. Dono de uma carroça e um cavalo, atuava como ponta de aterro, mas, com a chegada das máquinas para efetuar os desaterros, perdeu essa fonte de renda. Tornou-se, então, empregado da CSBM, exercendo, sucessivamente, as funções de Ronda de Carpintaria e Almoxarife da Laminação de Arame.

Casado com Madalena Alves Martino, constituiu família numerosa – dez filhos, sem contar os adotivos – sendo que os quatro últimos nasceram em João Monlevade. São eles: José Alves Martino, Geraldo Alves Fernandes, Antônio Alves Fernandes (Niquinho), Nicolau Alves Fernandes, Jésus Alves Fernandes, Raimundo Alves Fernandes (Didico), Paulo Alves Fernandes, Maria Alves Fernandes, Laurita Alves Fernandes e Aparecida Alves Fernandes.

Valorizando a cidade através do amor e respeito que incutiu em seus filhos para com a terra que os acolheu, soube ensinar-lhes o valor do trabalho, fazendo deles cidadãos admirados e prestigiados por causa do trabalho com que enobreceram suas vidas e fizeram progredir a cidade, hoje também terra querida e campo de atuação de seus inúmeros netos e bisnetos.

Faleceu em 23 de abril de 1945, masa vivo permanece sua memória nas ações de sua família, a quem a cidade deve muito de seu desenvolvimento, e na outorga de seu nome a uma das praças mais antigas da cidade.

*Pesquisa e Texto: Geraldo Eustáquio Ferreira (Professor Dadinho), em matéria publicada no jornal “Morro do Geo” na edição de nº 138, em outubro/2009!

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

Esportes

Colunas

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!