A grande obra de inauguração do Colégio Santana! Hoje, o descaso das autoridades…

Na foto acima, a Escola Santana, nos áureos tempos e sua bela arquitetura

O Colégio Santana foi inaugurado no dia 14 de abril de 1961 com a finalidade de manter a tradição do combate ao analfabetismo. Até o final do ano de 1960, João Monlevade tinha uma das menores taxas analfabetismo do país: 6,72%. Como a taxa de natalidade estava crescendo, a Belgo-Mineira providenciou a construção de mais uma escola em local central para atender três grandes núcleos populacionais: os bairros Santa Cruz, Amazonas e Tieté. Esta foi a quarta escola inaugurada em João Monlevade.
O prédio, projetado pelo arquiteto Hugo Aleta e construído pela firma Mascarenhas Barbosa e Roscoe, foi construído com o que havia de mais moderno na época. A fachada foi revestida de mosaico com um painel de pastilhas vidrosas, em alusão a Nossa Senhora de Santana, de autoria do artista Alfredo Mucci. Do outro lado foi feito um brise-soleil de alumínio com extensão de 43 metros, por causa da incidência solar no local.

A escola ocupa uma área de 1.050 m2 e quando de sua inauguração possuía 12 salas de aula, biblioteca, sala dos professores, secretaria, gabinete médico, sala de trabalhos manuais e gabinete da diretoria. Com esta estrutura, o grupo Santana tinha a capacidade de atender 505 alunos por turno.

Estiveram presentes na inauguração o então Governador de Minas Gerais, Magalhães Pinto; Engenheiro Nei Torres, Diretor do DER; Professor Oscar Dias Correa, Secretário da Educação; Nilton Veloso, Presidente da Federação do Comércio e; Milton Fernandes, Chefe do Serviço de Imprensa do Palácio da Liberdade. Representando a cidade de Rio Piracicaba estavam o Prefeito Jesus Domingues e o Juiz de Direito, Dr. Murilo Furtado. As autoridades foram recebidas pelos Diretores da Belgo, Engenheiros Joaquim Ribeiro de Oliveira, Joseph Hein, Henri Meyers, Geraldo Parreiras, Paulo Gonzaga e Charles Wurth.

Hoje, apenas um retrato na parede, já que a Escola Santana foi fechada em janeiro de 2017, e o prédio foi abandonado, e está todo depredado. Foram roubados todos os brises de alumínio, e até a Placa de Bronze que identificava a obra se foi. Lamentável o descaso do Estado e das autoridades municipais

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

2 comentários “A grande obra de inauguração do Colégio Santana! Hoje, o descaso das autoridades…”

Deixe uma resposta

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

Esportes

Colunas

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!