Vila Operária: Belgo-Mineira inicia construção das casas no Centro Industrial

O início da construção das casas da Rua Siderúrgica, sendo erguidas primeiramente as residências do lado direito, para quem desce. Ao fundo o Hotel Siderúrgica e o prédio do  Cassino

Tão logo instalou a Usina de Monlevade, a partir de 1935, no Estado Novo, a direção da Cia. Siderúrgica Belgo-Mineira tinha como prioridade construir uma Vila para atender aos operários que viriam trabalhar na sua nova unidade em Minas. A primeira Usina já funcionava em Sabará. Dessa forma, alguns arquitetos foram convidados a participar de um processo para que fosse iniciada a obra, ficando responsável pelo projeto o arquiteto Yaro Burian, natural da Romênia, o mesmo que também planejou o traço arquitetônico da Igreja São José Operário.

Yaro Burian, o arquiteto que projetou a nova João Monlevade

A Belgo-Mineira começava a operar em 1937 e já no início da década de 1940 começaram a ser construídas as primeiras residências da Rua Siderúrgica. Já havia sido construída a Vila Tanque (considerada a 1ª Vila Operária da América Latina) e também as casas da Rua Beira-Rio. Na época, também havia sido inaugurado recentemente o prédio do Hotel Cassino.

Assim João Monlevade dava início ao seu futuro, graças à investida daquela grande empresa, a Belgo-Mineira, sob a batuta do visionário engenheiro luxemburguês, Louis Jacques Ensch. O pequeno distrito de Arraial de São Miguel – mais tarde Rio Piracicaba – começava a ganhar a sua própria cara e sua arquitetura moderna, em estilo neo-clássico, e operários aqui chegavam de várias regiões do Brasil. Desbravaram esta terra, depois de aprenderem os primeiros passos da siderurgia com professores vindos de países do Velho Continente. Daí o fato de Monlevade ter herdado de tantas formas uma cultura europeia.

Nesta foto uma vista geral de todas as casas construídas. Ao fundo falta apenas as cúpulas da Usina, o Hote Cassino e o prédio da Caatanga

   Dedicamos muito desta história ao principal desbravador, que foi o homem que acreditou em Monlevade e nas riquezas mineiras deste lugar, Dr. Louis Jaques Ensch.

Compartilhe esta postagem

Deixe um comentário

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

História

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!