Para matar a saudade…

Ninguém pode se referir à siderurgia brasileira sem citar o grande Louis Jacques Ensch, principal nome na implantação do setor e pioneiro das usinas de Sabará e João Monlevade. Apesar do nome e da autoridade que sempre foi, cuja obra foi escrita pelo grande jornalista David Nasser, na então revista “O Cruzeiro”, nunca deixou a humildade de lado e, para os operários da Usina e seus familiares, Louis Ensch sempre foi um ídolo.

Sempre vale lembrar desta grande figura, que aqui aparece na varanda do Solar Monlevade ao lado da esposa, Dona Cici, do engenheiro Jeter e do então prefeito de Rio Piracicaba, o médico Darcy Duarte Figueiredo, durante uma solenidade. Para relembrar!

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

Esportes

Colunas

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!