Para matar a Saudade!

O mês dezembro e o ano 1975. Naquela tarde, no estádio Louis Ensch, na Vila Tanque, era encerrado o Campeonato de Futebol pela Liga Monlevadense. O Clube Atlético Metalúrgico, o “Meta”, havia sagrado-se tetra-campeão pela Liga Monlevadense de Futebol, ao derrotar seu maior rival na final, o Vigilante Esporte Clube. Precisaba de vencer no tempo normal e na prorrogação para ficar com o título e assim o fez. 1 a 0 no tempo normal, com um gol de Gilson “Bigode” de cabeça; e 1 a 0 na prorrogação, com gol de Gregório,d e falta. O goleiro Nenêga e mais os atacantes/irmãos Gilson (Bigode) e Adilson (Nôvo), além dos outros jogadores, eram só alegria.

Na foto acioma, o momento da entrega do troféu ao capitão da equipe do Metalúrgico, o lateral-direito, saudoso Geraldo Vieira (Geraldinho Careca), recebendo a taça das mãos dos também saudosos prefeito Lúcio Flávio e do presidente da Câmara Municipal, Sebastião Gomes de Melo. Ao fundo, o repórter esportivo Maurício Reis, o “Prezado”.

Para matar a saudade!

Compartilhe esta postagem

Deixe um comentário

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

História

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!