Minha Homenagem a Laudelino Fonseca! Por Marcelo Melo!

Na foto acima, Laudelino Fonseca com a eterna companheira e esposa, Dona Pil

João Monlevade perdeu um de seus grandes personagens em junho de 2019: Laudelino Antônio Fonseca, nascido na localidade de “Itajuru”, em Rio Piracicaba, aos 24 de maio de 1934. Ainda novo, mudou-se para João Monlevade e ingressou na Belgo-Mineira, como era costume na época. Mas este homem teve um dom: sempre trabalhou pela comunidade, e chegou a ser vereador eleito pelo povo, integrando a 1ª Câmara Municipal de João Monlevade, após a emancipação, em 1965.

O saudoso Sr. Laudelino Antônio Fonseca, pequeno na estatura, mas um grande homem, a quem nós, monlevadenses, devemos muita gratidão. Havia completado 85 anos no dia 24 de maio de 2019, falecendo dois meses depois. Casado com a também saudosa Dona Pil, o casal deixou 8 filhos – Glória, Marlon, Paulo Roberto, Giovani, Eliana, Cláudia, Leumar e Laudelino Júnior, além de netos e bisnetos, genros e noras, e um número significante de boas e velhas amizades.

Laudelino Fonseca foi um homem que muito fez pela nossa João Monlevade, sendo um político ativo e íntegro, fazendo parte da Composição da 1ª Câmara Municipal do município, como vereador, eleito em 1965. Grande empreendedor, foi um dos primeiros comerciantes da cidade a atuar na venda de eletrodomésticos em João Monlevade. Corajoso e determinado, e com seu tino comercial, deixou a Belgo-Mineira e fundou as Lojas Philips na Vila Tanque, e depois estendeu seus negócios na região. Chegou a presidir a Associação Comercial e industrial de João Monlevade – ACIMON -, realizando um trabalho de suma importância para a categoria e foi um dos responsáveis pela construção da nova sede da entidade. Sempre lutou pela cidade. Empreendedor nato, Também foi o fundador e sócio proprietário do famoso restaurante Rampa´s, juntamente com o sócio e amigo Antônio Cota, e depois administrou o Bar do Social Clube.

Sempre trabalhando pela Comunidade, sendo um dos fundadores da Savita – Sociedade dos Amigos da Vila Tanque – e muito fez em prol do bairro onde viveu grande parte de sua vida. Amigo pessoal do meu saudoso pai, Sebastião Gomes de Melo, Seu Laudelino deixou um grande legado em João Monlevade, e trabalharam muito juntos, inclusive na construção da Igreja Nossa Senhora de Fátima, na Vila Tanque, e do Clube Recreativo. No final dos anos 1980 mudou-se com a saudosa esposa Pil e os filhos mais novos para o Espírito Santo, onde teve um restaurante na praia de Jacaraípe. Logo depois fixou residência em Vitória. Mas jamais se esqueceu de João Monlevade, onde deixou vários amigos, tanto que seu último desejo foi respeitado. Mesmo tendo falecido em Vitória, no Espírito Santo, seu corpo foi sepultado na cidade que ele adotou!

Eu sou suspeito para falar deste grande homem, pelo tanto que o admirava e o respeitava. Um Conselheiro e Mestre! Alegre, brincalhão e um apaixonado por João Monlevade. Em nossas conversas, nunca deixava de se mostrar preocupado com o futuro da cidade. E bom que tive a oportunidade de homenageá-lo em vida! Fica a saudade e o aprendizado!

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe um comentário

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!