O Ponto Final dos Ônibus

O ponto final na Praça do Cinema deixou saudade, e era o point dos operários da Usina e dos estudantes do Ginásio Monlevade. Ali, em frente à linda arquitetura neoclássica, do prédio em ele, que formava o complexo da Praça Ayres Quaresma a “Praça do Cinema”. que chegou aqui pelas mãos dos europeus.

Cenários jamais esquecidos para quem viveu aqueles tempos, entre a Portaria-1 da Usina da Belgo-Mineira, o carrinho que vendia o pastel acompanhado do K´suco de Groselha. O Ônibus dirigido pelo saudoso motorista da Empresa Santa Maria, Sr. Geraldo “Moleza”. E as meninas bonitas misturadas aos operários naquele Ponto Final.

Tempos idos! Tempos bons! Fica a saudade!

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

Esportes

Colunas

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!