A Trajetória da Associação Comercial e Industrial de João Monlevade!

A fotografia acima, de 1971, mostra os integrantes da diretoria que participou do início da construção do prédio onde está hoje instalada a ACIMON (antes chamada de ACIJM), localizada à Rua Floresta, em Carneirinhos, após o batimento da primeira laje. Na foto, da esquerda para a direita, entre outras pessoas, podemos mostrar Ulete Mota, Leonardo (Cotejom), o então vice-prefeito Antônio de Melo, Sr. Vicente Correia, Nicolau Alves Fernandes, Cota Cunha, o então vereador José Martins Lobo (Lobinho), Izaias, Emílio Gonçalves, Azael Teixeira, Vicente Correia, e Otoniel Lins.

Em meados de 1964, quando João Monlevade ainda comemorava sua emancipação político-administrativa, ocorrida em abril, cinco homens se uniram e idealizaram a criação da Associação Comercial e Industrial: José Bonifácio Bráz, Azis Jorge, Roberto Costa Lage, José Martins Figueiredo e Anselmo de Oliveira Coura. No dia 23 de setembro daquele ano eles se reuniram na sede do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos, e elaboraram os primeiros planos de trabalho, com a participação dos senhores Civis Santa Rosa, José Pedro Machado, Elair Mercês de Assis e Izaias de Souza Cunha. Desta reunião, foram formadas duas comissões: a primeira para elaborar o Estatuto; e a segunda para uma entrevista com o Intendente de João Monlevade, com a finalidade de conseguir do mesmo do parcelamento sobre indústrias e profissionais.

Para fazer face às despesas iniciais, com a fundação da Associação, Izaias Souza foi escolhido como tesoureiro em caráter provisório, tendo o mesmo feito uma arrecadação entre os presentes, totalizando a importância de 17 mil cruzeiros. Duas semanas depois, exatamente no dia 9 de outubro de 1964, em Assembleia presidida pelo Sr. Juventino Alves Caldeira, realizada no auditório da Rádio Cultura, localizada na Praça Ayres Quaresma (Praça do Cinema), inaugurava-se a Associação Comercial e Industrial de João Monlevade, cujas iniciais eram ACIJM. José Bonifácio Bráz foi eleito o 1º presidente da Associação, dirigindo a entidade até janeiro de 1967. Participaram da 1ª Diretoria os senhores Civis Afrânio Santa Rosa (1º vice-presidente), José Luiz Duarte (2º vice-presidente), Elair Mercês de Assis (1º secretário), Azis Jorge (2º secretário), José Pedro Machado (1º tesoureiro), Altair Peixoto (2º tesoureiro) e os diretores Joaquim Martinho Cota, Milton Ourivio, José Leopoldo, Claudionor Batista de Oliveira, Onofre Machado, Daniel Santos, Moacir Dias Duarte, José Linhares de Souza, Alonso Rolla Carvalho e Jupira Drumond. José Martins Figueiredo, Geraldo Alves Fernandes e Luiz Prandini integraram o 1º Conselho Fiscal.

Posse da 1ª Diretoria da Associação, em solenidade realizada no auditório da Rádio Cultura

Novos Presidentes

O novo presidente, Geraldo Alves Fernandes, assumiu a presidência da Associação Comercial e Industrial em janeiro de 1967 e, reeleito, ficou no cargo até 1971. Depois assumiu Azael Teixeira Costa, Izaias Souza Cunha e Joaquim Cota Cunha. Depois assumiu a presidência da entidade, Laudelino Antônio da Fonseca, que esteve no cargo durante o período final da construção e entrega da nova sede da entidade, localizada à Rua Floresta. Ainda foram presidentes, até o final da década de 1980 e início de 1990, Hércules Vieira de Morais, Wilson Sales de Brito ( Cica), José Ricardo de Brito e Nicolau Alves Fernandes, e todos prestaram grandes serviços à Associação, assim como os atuais, que dão prosseguimento ao trabalho em prol da classe.

Na foto abaixo, a atual da Diretoria da Associação Comercial e Industrial de João Monlevade (Biênio: 2018/2020), que tem feito um trabalho muito eficaz à frente da entidade. Da esquerda para direita: Edson (EMC Sistemas), Raimundo Vitor (Casa Forte Imóveis), Eduardo (Macon), Cláudio (Hangar Seguros e Turismo), Maciel (Delo Mecânica Diesel), Cássio Barros (Mac Freios), Rodrigo (Real Pneus), David Jr (Ferreira Júnior), Éder (Laborar), Ernane (BR Pneus), Vander (ArcelorMittal), Oscar (Prohetel), Carlos Arthuso (Conatbilidade Arthuso). Sentadas: Léia (Centro Educacional Pedacinho do Céu), Ercy (Madeireira L&K) e Ângela (incorporação Chronos)

*Pesquisa: Jornal “Morro do Geo” e “Jornal de Monlevade”

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

Esportes

Colunas

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!