Ah, nossa Velha Cidade!

Esta fotografia acima foi publicada na edição de nº 26 – fevereiro de 2002 -, na 1ª página do jornal “Morro do Geo”, quando o nosso periódico completava um ano de circulação. Esta foto é do final dos anos 1940.

Aqui uma vista parcial do antigo centro, onde aparece na parte inferior da fotografia a ponte de madeira (destruída na enchente de 1979), podendo ser visto ainda em primeiro plano as ruas Tocantins e a Beira-Rio, até o contorno do Hotel Siderúrgica. À direita as casas da Caatanga, e beirando a linha um terreno onde seria construído o prédio do Banco da Lavoura e onde funcionou durante anos a sede da Credibelgo. À esquerda, depois do Hotel, o início da Siderúrgica e o Bar do Daniel (depois Rampa´s), e o prédio do Hotel Cassino. Pouco acima algumas casas de tábua construídas pela Belgo-Mineira, antes de surgir a praça Ayres Quaresma (Praça do Cinema), onde se ergueu a história da arquitetura neo-clássica em Monlevade, com o prédio formando um L. E nem o Ginásio Monlevade ainda havia sido construído, cuja obra se deu antes mesmo da Praça do Cinema. Acima, à direita, a Tabajaras e a Pensão velha, e à esquerda a Cidade Alta. Também não haviam sidos construídos o Grêmio Esportivo Monlevadense e nem as lojas que formaram a Praça do Mercado. Para matar a Saudade do nossa Velha Cidade!

Compartilhe esta postagem

Deixe um comentário

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura

História

Seja assinante!

Assine agora mesmo por apenas R$ 47,90 Anuais!

Já é assinante?

Faça seu login!