Médico que fez o parto durante incêndio na Santa Canta Casa é monlevadense

Na fotografia acima, o Dr. Ícaro Melo, durante entrevista ao “Fantástico”

Na noite da última segunda-feira, dia 27, ocorreu um incêndio no 10º andar do prédio do Santa Casa, em Belo Horizonte, onde funciona a UTI do Hospital. Na ocasião, mais de 950 pessoas foram evacuadas e 15 transferidas para outros hospitais. Historicamente, muitas pessoas de João Monlevade e região necessitaram, e necessitam, dos serviços da Santa Casa na capital mineira.

Durante o incêndio, um fato inusitado foi registrado. Um casal que estava na Santa Casa para uma consulta de Pré-Natal – depois que a mulher teve contrações em casa -, acabou que seu bebê nasceu no meio do corredor do 4º andar do Hospital, em meio à fumaça. E isto graças à determinação, coragem e espírito humanitário do médico Ícaro Emmanuel Cruz e Melo, nascido em João Monlevade, filho do jornalista Marcelo Melo e da bancária aposentada Marilene Cruz.

Mesmo sendo ele um Anestesista, “acabou a especialidade. Agora é uma Medicina de guerra e vamos fazer o que pude fazer para ajudar”, conforme o próprio médico declarou durante entrevista que concedeu à reportagem que foi ao ar no programa “Fantástico”, neste domingo, e no MGTV de segunda-feira. Junto a ele, a técnica em Enfermagem, Minervina Vieira, com uma experiência de 15 anos, esteve presente e teve papel muito importante durante o processo, principalmente para acalmar a mãe. O médico, que mostrou-se corajoso, buscou salvar as duas vidas e falou como foi importante ter feito uma intervenção em um momento tão importante em sua profissão, e agradeceu muito a Deus pelo momento.

A menina iria se chamar Ana Laura. No entanto, a mãe resolveu mudar após o nascimento, e explicou: – “Quando aconteceu isto, não tive nenhuma dúvida, o nome será Ana Vitória”.

Nas fotos abaixo, o reencontro emocionante do Dr. ícaro Melo com a mãe, Daiana Dias; e do médico e da enfermeira Minervina Vieira com os pais e o bebê, que ocorreu no próprio Hospital da Santa Casa, na última sexta-feira, 4 dias após o nascimento da Ana Vitória

Casado e pai de duas meninas, religioso e de muita fé, Ícaro chegou a afirmar à sua família que “quando vi a fumaça forte, fiz uma oração e conversei com Deus. Pedi a Ele para que não me deixasse ser covarde; para que eu pudesse servir alguém naquele momento. Mas tenho que voltar vivo para casa”. E, ainda segundo ele, segundos depois ele ouviu os gritos da mãe, Daiana Dias, já entrando em trabalho de parto, quando a encontrou junto ao seu marido Warllen Dias, nas escadas, e foi então que colocou-a numa maca e fez o parto no corredor da Santa Casa.

Compartilhe esta postagem

Deixe um comentário

Postagens relacionadas

Notícias por Categoria

Cultura